Quero algo fora do comum
Além do que os olhos podem ver
Quero a vida em plenitude e graça
Quero a paz que permanece quando tudo parece errado

Todas as vozes, elas me dizem quem eu devo ser
Todas as vozes, me dizem o que devo fazer
Mas a única voz que importa, está dentro de mim
Ela me conhece e sabe que só quero a liberdade de viver o que eu acredito
Com a transparência de quem não tem nada a perder

Quero manter a minha alma inocente, apesar das cicatrizes
O meu coração aberto, apesar das decepções
Com a gratidão de quem sabe que pode conquistar o mundo
Mas sem amor, não seria nada

Quero viver intensamente o que vier, sem reclamar
Viver e aprender com as tristezas, sabendo vão passar
Viver as alegrias, como se fossem as últimas
Porque a vida é uma coleção de momentos e memórias
Marcadas em um tempo e espaço
E que ecoarão na eternidade.

Longa Ausência

Fiquei dois meses ausente do blog e sentia às vezes que fazia muito mais tempo. Eu queria escrever algo novo, muita coisa mudou durante esses meses. Novos sentimentos, mais amadurecimento, novas lições e memórias que me mudaram e vão continuar para sempre dentro de mim, de alguma forma. Mas simplesmente não conseguia encontrar as palavras que gostaria, porque sentia demais e parecia que as palavras não conseguiam demonstrar o que eu queria. Por isso decidi escrever esse texto, quero contar sobre como foi essa ausência e o que aprendi.
Ao todo, foi uma ausência difícil, porque vivi alguns momentos difíceis, que mudaram meu coração e planos. Foi um período ocupado também, de muito estudo e trabalho (ainda está sendo na verdade.. kkk), mas aprendi que tudo que vivemos tem um propósito e uma razão de ser, ainda que não entendamos muito bem, e que acima de tudo, sou grata, por ter vivido bons momentos que não esquecerei, sem carregar nenhum ressentimento.
Percebi que tenho sonhos que não param de crescer dentro de mim e que não adianta se culpar ou se inferiorizar, porque o que tiver que ser será, então sigo vivendo um dia de cada vez. Agora estou me reinventando, encontrando quem eu sou, cuidando mais de mim, confiando no meu valor como pessoa e mulher. Também acredito que precisamos dar um tempo para nós, nosso coração e sentimentos, para se recuperar e limpar quando for preciso e não devemos ter medo de fazer isso, as pessoas podem dizer o que for, mas só nós sabemos o que realmente precisamos. 

Existem momentos de tirar o fôlego
Pois tudo o que você queria estava bem a sua frente
Todos os seus medos e inseguranças falam alto
Mas dia após dia, você vai desistindo de cada um deles
E se entrega com sinceridade e verdade
Mesmo sabendo que se terminar, isso pode te derrubar
Você se lembra dos motivos pelo qual tudo vale a pena

E se te fez sorrir
Se te fez sonhar
Se te fez sentir borboletas no estômago
Se te fez tremer
Se te fez perder as palavras
É porque de alguma forma, foi especial
E se a sinceridade e o amor moveu cada gesto seu
Nunca se arrependa

Se as memórias voltam com intensidade
E te quebram por dentro, partindo seu coração
É porque você amou
Nunca se arrependa

Tudo chega e vai embora por algum motivo
E a vida é imprevisível
O futuro não traz medo, não sabemos sobre ele
E nada temos a perder
Então eu guardo a sabedoria que cada momento me trouxe
Sem me arrepender

No Silêncio 

Aquelas conversas, não feitas
Aquelas palavras, não ditas
Sentimentos pendurados no silêncio
A espera sem expectativas

Aquelas perguntas, sem respostas
Rondam a minha cabeça toda noite
E você sabe cada linha do meu pensamento
Mas a sua apatia, te fez calar

Aquele amor, preso apenas nas memórias
O que poderia ter sido, o que foi
E o que deixou de ser
São pensamentos que deixamos no silêncio

Música do Mês

Escolhi a música A Case of You, da Joni Mitchell. Sempre quando ouço, tenho novas interpretações e chega me dá arrepios, de tão profunda e sincera que é.

Um Engradado de Você

Pouco antes de nosso amor se perder você disse
Sou tão constante quanto uma estrela do norte
E eu disse: Constantemente na escuridão
Onde fica isso?
Se você me quiser, estarei no bar

Atrás de um porta-copos de papelão
Na luz azulada da televisão
Eu desenhei um mapa do Canadá
Oh, Canadá
Com seu rosto rascunhado nele duas vezes

Oh, você está em meu sangue como vinho sagrado
Seu gosto é tão doce e tão amargo
Oh, eu poderia beber um engradado de você, querido
E eu continuaria de pé
Oh, e eu continuaria de pé

Oh, eu sou uma pintora solitária
Eu vivo em uma caixa de tintas
Me assusto com o mal
E sou atraída por aqueles que não têm medo

Eu lembro daquela vez que você me disse, você disse
O amor está tocando almas
Seguramente você tocou a minha, pois
Parte de você flui de mim
Nestas linhas de tempos em tempos

Oh, você está em meu sangue como vinho sagrado
Seu gosto é tão doce e tão amargo
Oh, eu poderia beber um engradado de você, querido
E eu continuaria de pé
Oh, e eu continuaria de pé

Eu conheci uma mulher, ela tinha a boca como a sua, ela conhecia sua vida
Sabia de seus medos e de seus feitos e ela disse
Vá até ele, fique com ele, se puder
Mas esteja preparada para sangrar

Mas você está em meu sangue, você é meu vinho sagrado
Você é tão amargo, tão amargo e tão doce
Oh, eu poderia beber um engradado de você, querido
E eu continuaria de pé
Oh, e eu continuaria de pé

Quando a seca chega
Matando as flores
Que floresceram gradualmente, em uma sinfonia suave
É quando faltam palavras para expressar
O silêncio se torna o mais alto som
O inimaginável acontece
E está fora das suas mãos

Olho para os céus
E oro para que eu possa encontrar a mim mesma
Dentro de uma grande tempestade
Encontrar a verdade sem desculpas
A liberdade que vem depois da dor

Estou fazendo meu próprio oásis no
deserto
Não vou implorar, não preciso de piedade
Eu sinto o medo e faço mesmo assim
Por entre as rachaduras, estou criando meu próprio caminho

Feliz Natal! 

Nesse dia que lembramos o nascimento de Jesus, desejo a todos vocês um feliz Natal, com seus amigos e familiares. Quando Jesus nasceu, Ele trouxe esperança e felicidade, e mudou para sempre a história da humanidade. Espero que vocês sempre carreguem essa esperança em seus corações, não importa o que aconteça. 

Fui ver o presépio no Centro Histórico de Santana de Parnaíba e fiquei encantada com o lugar, porque apesar de morar perto, nunca tinha visitado e está incrivelmente lindo. Vou compartilhar algumas fotos com vocês. 😊

Música do Mês

Escolhi a música Million Reasons da Lady Gaga. Uma música importante para mim, intensa, forte e vulnerável ao mesmo tempo. 🙂

Milhões De Razões

Você está me dando um milhão de razões para te deixar
Você está me dando um milhão de razões para desistir do show
Você está me dando um milhão de razões
Me dê um milhão de razões
Me dando um milhão de razões
Mais ou menos um milhão de razões

Se eu tivesse uma rodovia, eu correria para as montanhas
Se você pudesse encontrar uma estrada deserta, eu ficaria lá para sempre
Mas você está me dando um milhão de razões
Me dê um milhão de razões
Me dando um milhão de razões
Mais ou menos um milhão de razões

Eu me curvo para rezar
Tento fazer o pior parecer melhor
Senhor, me mostre o caminho
Para cortar sua armadura desgastada
Tenho cem milhões de razões para me afastar
Mas amor, eu preciso de apenas uma boa razão para ficar

Minha cabeça está presa em um ciclo, eu olho para fora e encaro o nada
É como se eu parasse de respirar, mas completamente consciente disso
Porque você está me dando um milhão de razões
Me dê um milhão de razões
Me dando um milhão de razões
Mais ou menos um milhão de razões

E se você disser algo que possa ser verdade
É difícil tentar decifrar quais partes eu deveria acreditar
Porque você está me dando um milhão de razões
Me dê um milhão de razões
Me dando um milhão de razões
Mais ou menos um milhão de razões

Eu me curvo para rezar
Tento fazer com que o pior pareça melhor
Senhor, me mostre o caminho
Para cortar sua armadura desgastada
Tenho cem milhões de razões para me afastar
Mas amor, eu preciso de apenas uma boa razão para ficar

Ehh, ehh, eyy
Amor, eu estou sangrando, sangrando
Fique, ehh, ehh
Você não pode me dar o que eu preciso, preciso?
A cada decepção fica difícil manter a fé
Mas amor, eu preciso de apenas uma boa razão
Boa razão, boa razão, boa razão, boa razão, boa razão

Quando eu me curvo para rezar
Tento fazer o pior parecer melhor
Senhor, me mostre o caminho
Para cortar sua armadura desgastada
Tenho cem milhões de razões para me afastar
Mas amor, preciso apenas de uma boa razão, uma boa razão
Me diga que você será essa boa razão, boa razão
Amor, eu preciso apenas de uma boa razão para ficar

Paredes 

Construí essas paredes em torno de mim
Que limitaram a minha mente e visão
Pensava que estaria protegida
Mas elas somente me deixaram para baixo

Eu estava tentando me sentir bem
Com as paredes que construí
As mentiras que eu acreditei
Foram aquelas que contei para mim mesma

Decidi destruir todas as paredes
É o meu renascimento. 
Sei e confio no meu valor
Porque encontrei o meu amor próprio
Escondido e sufocado, mas sempre esteve dentro de mim

Sem as paredes, lembrei do que me faz ser quem eu sou
De como eu gosto de manter minhas esperanças inquebráveis
Meu coração aberto e a alegria de viver como se não houvesse amanhã
A vida está acontecendo, para ser vivida sem arrependimentos
Sem paredes

Oceano de amor 

Meu amor é como o rio
Seguindo a correnteza do seu coração
Suas águas são cristalinas
Seu fluxo é suave

De dentro pra fora
Meu amor transborda
Quero sentir percorrendo
Por todo o seu corpo
Sua cabeça e coração
Quão profundo é o meu amor?

Quero sentir nossos rios desembocarem
Se tornando apenas um
No oceano do amor
Me perder sem reservas
Quão profundo é o seu amor?
Quero saber.