Música do Mês

Escolhi a música Malibu, da Miley Cyrus. A música não é apenas lindamente romântica, mas fala sobre encontrar a si mesmo, seu próprio lar. Sou completamente apaixonada pela suavidade e paz dessa música, e muito feliz pela Miley também, pelo significado da música em sua vida. 🙂

Eu nunca tinha vindo à praia
Nem ficado perto do oceano
Eu nunca tinha sentado na orla
Sob o sol, com meus pés na areia
Mas você me trouxe aqui
E eu estou feliz que você tenha feito isso
Porque agora eu me sinto tão livre
Quanto os pássaros perseguindo o vento

Eu sempre pensei que afundaria
Então eu nunca nadei
Eu nunca andei de barco
Não entendo como eles seguem flutuando
E às vezes eu sinto tanto medo
Do que eu não entendo

Mas aqui estou eu
Ao seu lado
O céu é mais azul
Em Malibu
Ao seu lado
Em Malibu
Ao seu lado (amor)

Nós assistimos ao sol se pôr
Enquanto íamos caminhando
Eu gastaria o resto da minha vida
Só parada aqui, conversando

Você explicaria as correntes
Enquanto eu tentaria sorrir
Esperando que eu continuasse a mesma
E nada mudaria
E tudo seria apenas nós, por um momento
Nós realmente existimos?
É aí que eu faço o desejo
De ir nadar embora com os peixes

Era pra estar assim tão quente
Durante todo o verão?
Eu nunca iria acreditar em você
Se a três anos atrás você me dissesse
Que eu estaria aqui, escrevendo esta canção

Mas aqui estou eu
Ao seu lado
O céu é tão azul
Em Malibu
Ao seu lado
Em Malibu
Ao seu lado (amor)

Ao seu lado
O céu é tão azul
Em Malibu (amor)
Ao seu lado

Nós somos como as ondas
Que balançam pra frente e pra trás
Às vezes eu sinto como se estivesse me afogando
E você está lá para me salvar
E eu quero te agradecer
De todo o meu coração
É um novo começo
Um sonho se tornando realidade
Em Malibu

Miragem 

Sonhei que eu e você andávamos pelas ruas
E as pessoas nos observavam, porque cintilávamos vermelho ardente

Andávamos em um caminho cheio de obstáculos
Mas você parecia não se importar
E cada medo meu foi acalmado pelo seu beijo
E a segurança das suas palavras

De repente, te perdia no meio na multidão
E tudo o que eu podia ouvir eram as vozes das pessoas
Mas eu não me importava com os olhares
Elas me perguntavam o que aconteceu
Eu apenas dizia que não sei, que você se foi

Tempos depois, eu te via
Naquele mesmo velho lugar
Você parecia o mesmo, com o seu brilho verde e simples como a natureza
E eu era a mesma, brilhava como o calmo azul do céu

Me aproximei de você
Mas você desapareceu, mais rápido que o vento
Me perguntei se tinha te conhecido ou apenas visto uma miragem
Então peguei as minhas coisas e fui embora

Continuei andando pelas mesmas ruas que um dia andávamos juntos
Apenas eu, com meus sonhos e esperanças que não param de crescer
Sempre via algo que lembrava você, e sorria de gratidão por ter vivido
Com uma leve dor no coração, porque amei
Amei uma perfeita miragem