Quero algo fora do comum
Além do que os olhos podem ver
Quero a vida em plenitude e graça
Quero a paz que permanece quando tudo parece errado

Todas as vozes, elas me dizem quem eu devo ser
Todas as vozes, me dizem o que devo fazer
Mas a única voz que importa, está dentro de mim
Ela me conhece e sabe que só quero a liberdade de viver o que eu acredito
Com a transparência de quem não tem nada a perder

Quero manter a minha alma inocente, apesar das cicatrizes
O meu coração aberto, apesar das decepções
Com a gratidão de quem sabe que pode conquistar o mundo
Mas sem amor, não seria nada

Quero viver intensamente o que vier, sem reclamar
Viver e aprender com as tristezas, sabendo vão passar
Viver as alegrias, como se fossem as últimas
Porque a vida é uma coleção de momentos e memórias
Marcadas em um tempo e espaço
E que ecoarão na eternidade.

Anúncios

Longa Ausência

Fiquei dois meses ausente do blog e sentia às vezes que fazia muito mais tempo. Eu queria escrever algo novo, muita coisa mudou durante esses meses. Novos sentimentos, mais amadurecimento, novas lições e memórias que me mudaram e vão continuar para sempre dentro de mim, de alguma forma. Mas simplesmente não conseguia encontrar as palavras que gostaria, porque sentia demais e parecia que as palavras não conseguiam demonstrar o que eu queria. Por isso decidi escrever esse texto, quero contar sobre como foi essa ausência e o que aprendi.
Ao todo, foi uma ausência difícil, porque vivi alguns momentos difíceis, que mudaram meu coração e planos. Foi um período ocupado também, de muito estudo e trabalho (ainda está sendo na verdade.. kkk), mas aprendi que tudo que vivemos tem um propósito e uma razão de ser, ainda que não entendamos muito bem, e que acima de tudo, sou grata, por ter vivido bons momentos que não esquecerei, sem carregar nenhum ressentimento.
Percebi que tenho sonhos que não param de crescer dentro de mim e que não adianta se culpar ou se inferiorizar, porque o que tiver que ser será, então sigo vivendo um dia de cada vez. Agora estou me reinventando, encontrando quem eu sou, cuidando mais de mim, confiando no meu valor como pessoa e mulher. Também acredito que precisamos dar um tempo para nós, nosso coração e sentimentos, para se recuperar e limpar quando for preciso e não devemos ter medo de fazer isso, as pessoas podem dizer o que for, mas só nós sabemos o que realmente precisamos.