Algo Maior

Faz um tempo que eu não escrevo nada no blog, além da faculdade, comecei a trabalhar e fazer um curso. Estou no meu primeiro emprego e tem sido uma ótima experiência, aprendo coisas novas todo dia, sobre o meio profissional,sobre mim mesma e sobre a vida. Esse poema surgiu das reflexões que eu estava tendo sobre esses dois últimos. Eu percebi que,quando vivemos vidas ocupadas,podemos nos perder em meio as muitas tarefas e ao cansaço, não nos lembrando do motivo pelo qual lutamos e trabalhamos todo dia. Eu estava todo dia dizendo sobre o quanto estava cansada e sobre como tem sido difícil, e realmente, nunca me senti tão cansada, mas estava deixando esse cansaço afetar quem eu sou. Via os dias passando e pensava: o que eu tenho feito?, parecia que estava sendo consumida pela rotina e estava esquecendo do que é essencial. Notei que quanto mais responsabilidades adquirimos, mais difícil fica, porque você tem que cuidar de todas as áreas da sua vida por igual e estabelecer prioridades.

Sempre andando rápido
Sempre passando reto
Presa entre o relógio e os semáforos

Acordo, primeiro pensamento:
O que tenho que fazer hoje?
Uma lista vêm a minha mente
Faço o meu melhor
Fim do dia.

E tudo o que eu sei
É deixar ir
E me equilibrar na corda bamba sem perder o balanço

Sempre buscando
Sempre perseguindo
Um algo a mais

Não um sentimento
Mas um movimento
Uma razão em meio à rotina
Que mantenha a minha essência viva em meio a pressa
Mais que um momento
Mas uma vida firmada em um propósito
Não quero ver os meus dias apenas passarem por diante dos meus olhos
Ser mais um em meio à multidão

Uma vida ocupada, mas não impensada
Que não se perde em meio ao cansaço
Mas que encontra força e ânimo a cada amanhecer

Apenas quero algo maior do que tudo isso
Quero o amor verdadeiro entre as pessoas
O amor que não é feito, que não é pago e nem se vende
Algo maior que mantenha a minha sanidade nessa cidade bagunçada

Música do Mês

A música desse mês é Ghost Story do Coldplay. Esse álbum é ótimo, por sinal…como tudo relacionado a eles…

História de Fantasma

Talvez eu seja apenas um fantasma
Que desaparece quando ninguém está perto
Passo através de você quando você viaja
Viaja mais perto

Talvez eu seja apenas um fantasma
Esvaziado por eles, ninguém sabe
Talvez eu esteja em uma rosa
Ou eu estou aqui mesmo?

Toda vez que eu tento atravessar paredes
Mais paredes aparecem
Qual é o sentido em amar você
Quando você não acredita que eu estou aqui?
Qual é o ponto em tentar levantar a sua voz
Se ninguém nunca ouve?
Toda vez que eu tento te puxar
Você desaparece

Talvez eu seja um fantasma
Apenas um sussurro em uma fumaça perfeita
Um segredo que ninguém sabe
Ninguém nunca vai ouvir

Oh, talvez eu seja um fantasma
Espectro da causa errada
Caído da rosa
Algo que as pessoas temem

E cada vez que eu acho que eu estou fora dos muros
Tudo fica mais claro
Qual é o sentido em amar você
Quando você não acredita que eu estou aqui?
Qual é o sentido em dizer ‘salve-me!’
Se ninguém nunca ouve?
Toda vez que eu tento te puxar
Você desaparece
Toda vez que eu tento te puxar
Você desaparece

E cada vez que eu acho que eu estou fora dos muros
Tudo fica mais claro
Toda vez que eu tento te puxar
Você desaparece
Toda vez que eu tento te puxar
Você desaparece!