Livro O Poder dos Quietos – Minhas Considerações

Eu já deveria ter terminado o livro O Poder dos Quietos, mas eu comecei a ler muitas revistas, jornais e livros da escola, mas eu terminei hoje.

É um livro espetacular, um dos melhores que eu já li. Além do assunto ser atraente, eu consegui me entender melhor e ver traços da minha personalidade que eu nunca tinha dado a decida atenção. Não importa se você é introvertido ou extrovertido, é um livro que vale a pena ler.

No começo, ela fala sobre o Ideal de Extroversão que é cultivado na nossa sociedade e os estereótipos que os introvertidos recebem, o mundo mostra, através das propagandas, Hollywood, etc. que é melhor ser extrovertido do que introvertido, que você é melhor visto pelas pessoas e conseguirá muito mais fama e dinheiro por causa do seu carisma. Mas os introvertidos têm qualidades que são essenciais para esse mundo, eles são os pensadores do mundo e de um jeito ou de outro, os extrovertidos se inclinam para eles. Ela cita vários exemplos de introvertidos como Bill Gates, Al Gore, Warren Buffett (lendário investidor e um dos homens mais ricos do mundo), Albert Einstein, Lewis Carroll e muitos outros.

Não vou contar muito, como sempre faço, deixo aqui algumas citações para vocês refletirem:

Capítulo 7 (Por que Wall Street quebrou e Warren Buffett prosperou?)

“Introvertidos muitas vezes superam os extrovertidos até em tarefas sociais que requerem persistência. O professor de administração de Wharton Adam Grant (que conduziu os estudos de liderança descritos no capitulo 2) certa vez estudou os traços de personalidade de funcionários efetivos de call-center. Grant presumiu que os extrovertidos se dariam melhor no telemarketing, mas os resultados mostraram que a correlação entre níveis de extroversão e bons resultados nos telefonemas foi quase zero. “Os extrovertidos faziam telefonemas maravilhosos”, disse Grant, “mas então algum tipo de pequeno objeto brilhante cruzava seu caminho e eles perdiam o foco”. Os introvertidos, ao contrário, “falavam muito calmamente, mas, pá, pá, pá, eles estavam fazendo as ligações. Eram focados e determinados”. Os únicos extrovertidos a superá-los forma aqueles que tinham raras pontuações altas em um traço separado de personalidade medindo a integridade. Em outras palavras, a persistência dos introvertidos valia mais do que a euforia dos extrovertidos, até em uma tarefa em que habilidades sociais poderiam ter grande importância. A persistência não é muito glamorosa. Se a genialidade é 1% de inspiração e 99% de transpiração, enquanto cultura, em geral, supervalorizamos esse 1%. Amamos sua luz e brilho. Mas o grande poder está nos 99%. “Não é que eu seja tão inteligente”, disse Einstein, que era um perfeito introvertido. “É que passo mais tempo com os problemas”. Nada disso denigre aqueles que aceleram rapidamente ou glorifica cegamente os reflexivos e cuidadosos. O ponto é que tendemos a supervalorizar a euforia e rebaixar os riscos de sensibilidade à recompensa: precisamos achar um equilíbrio entre ação e reflexão.”

“Buffett orgulha-se não apenas dos acertos de sua carreira, mas também de seguir seu próprio “sistema de pontos interior”. Ele divide o mundo em pessoas que seguem seus próprios instintos e aquelas que seguem a boiada. “Sinto-me como se estivesse de costas”, disse ele sobre sua vida como investidor, “pintando a Capela Sistina. Gosto quando as pessoas dizem ‘Nossa, que bela pintura.’ Quando alguém diz ‘Por que você não usa mais vermelho em vez de azul?” dou adeus. É minha pintura. E não me importa por quanto eles a vendam. A pintura em si nunca será terminada. E essa é uma das melhores coisas.”

Citação do começo do capítulo 8 (O Soft Power): De forma suave, você pode sacudir o mundo – Mahatma Gandhi.

Conclusão (O País das Maravilhas)

“O segredo da vida é colocar a si mesmo sob a luz certa. Para alguns são os holofotes da Broadway; para outros, uma escrivaninha iluminada. Use seus poderes naturais – a persistência, a concentração, o discernimento e a sensibilidade – para fazer um trabalho que você ama e com o qual se importa. Resolva problemas, faça arte, pense profundamente.”

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s