Desafio 100 temas: Obsessão

Faz muito tempo que eu não passo por aqui, sei que estou bastante atrasada nos temas, mas não tem dado mesmo para eu escrever nestes dias, vou me recuperar neste final de semana e prometo que escreverei sobre todos os temas atrasados, não vou desistir desse desafio e estou muito feliz por vocês estarem gostando dos meus poemas e textos. Esse tema foi muito difícil para mim, primeiro pensei nas minhas obsessões, mas eu não tenho nenhuma obsessão, então eu pensei em uma história real, que acontece bastante nos dias de hoje. Conhecemos muito bem a história de Romeu e Julieta, que encantou o mundo e que as pessoas falam que é uma história de amor. Mas bem, não é uma história de amor, não para mim. Pense comigo: sabe aqueles casos de crimes passionais que vemos na televisão, em que a garota se mata porque perdeu o namorado e vice versa? Não é a mesma coisa? A essência não é a mesma? É sobre isso o assunto desse poema. Estou aberta sempre a debates e críticas, afinal é apenas uma opinião.

A moderna história de Romeu e Julieta

Em algum lugar deste mundo
Uma garota se apaixonou perdidamente
Loucamente
Por um garoto que apenas gostava dela
Não a amava o suficiente
Para satisfazer os seus desejos românticos

Mas ela nunca percebeu isso
Estava cega pela paixão
O mundo para ela era ele
Mas para ele, o mundo continuava andando
Mesmo sem ela por perto

Sua mãe dizia: pare de falar neste garoto, acho que você está exagerando
Ele não é tão bom quanto você pensa!
Ela dizia: Mãe, pare de estragar a minha felicidade!
Eu o amo e ele me ama
E fomos feitos um para o outro, de verdade

As amigas percebiam
Algo de errado
Esse amor exagerado
Não iria acabar bem
Estava se tornando uma obsessão
Que consumia
Seus pensamentos, seu tempo e sua vida
Ele era ciumenta e carente
E se entregava por inteiro a ele

Mas um dia
Ele decidiu se separar
Não aguentava mais ficar do lado dela
O seu amor era doente

O seu chão caiu
O céu desabou
Não existia vida
Nem alegria
Se ele não estivesse com ela
Para que viver?
Se ele é a minha vida
E agora, ele se foi

Ela não via outra saída
Se matou
Todos ficaram chocados
O ex-namorado, perplexo
A culpa o consumia
O remorso o destruía
E não o deixava pensar
Ele bebeu um veneno
E morreu na madrugada do dia seguinte

Isso não é amor
Não é bonito
Amor não mata
Apesar de termos que nos sacrificar por ele
Sofremos, mas se é verdadeiro
Ele nunca irá nos matar

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s